Notícias Tudo sobre o setor sucroalcooleiro
Ciclo da cana acumulada quebra de safra de 22%

Mauricélia Ramos

30/01/2018 - 14:05

Completados quatro meses do início da safra 17/18, o Sindaçúcar-AL divulgou o boletim quinzenal nº 09. Com posição acumulada até o dia 15 deste mês, foram esmagadas pelas usinas alagoanas mais de 9,7 milhões de toneladas de cana.

De acordo com o levantamento, em comparação ao mesmo período do ciclo 16/17, quando haviam sido beneficiadas 12,6 milhões de toneladas de cana, houve uma variação negativa superior a 22%.

A planilha aponta ainda que todas as unidades industriais registram quebra de safra ante ao ciclo anterior, variando de 1,7% (Usina Leão) até 57,5% (Taquara).

A quebra de safra também foi expressiva nos itens que fazem parte do mix da cana. No item açúcar, todas as unidades acumularam uma redução ante a moagem 16/17, produzindo, até a primeira quinzena de janeiro, 795 mil toneladas de açúcar.

O levantamento lembra que no mesmo período da safra anterior, a produção acumulada de açúcar já ultrapassava 1,1 milhão de toneladas de açúcar. Diante deste cenário, a variação negativa entre os dois ciclos chega a 29,6%.

Contudo, apesar de a produção de etanol também ter acumulado resultados negativos até a primeira quinzena de janeiro pela quase totalidade das unidades industriais, a Santa Maria foi a única usina que teve alta na produção, chegando a registrar um crescimento de 11,8% ante o ciclo passado.

De acordo com o geral acumulado até o último dia 15 de janeiro, foram produzidos quase 215 milhões de litros do biocombustível. Como na safra anterior a produção era de 286 milhões de litros, houve uma variação negativa de 25%.

Fonte: SINDAÇÚCAR-AL

Foto: SINDAÇÚCAR-AL

2013 - EMPAT - Todos os direiros reservados.